PostHeaderIcon Em sintonia com o melhor amigo do homem

Cachorros de qualquer raça ou idade estão aptos a receber ensinamentos. Aprática, além de auxiliar na segurança patrimonial, facilita a comunicação entre animal e dono.

Buscar os chinelos do dono, ficar de pé por vários minutos, fazer-se de morto ou atacar uma pessoa são algumas das prática acessíveis a todas as raças caninas e que podem ser assimiladas pelo animal em qualquer idade. Para tanto, eles devem passar por um treinamento feito por um profissional.
Adestrador de cães há 25 anos, Luiz Cesar, 43 anos, explica que o período de aprendizagem depende de cada animal. `Há raças que assimilam rapidamente. Aqueles de temperamento mais brincalhão absorvem com mais faciliodade, como o pastor alemão e o poodle`, informa.
Sá observa, ainda, que em muitos casos o tempo de apredizagem dos comandos depende do temperamento individual do cão.

Estágios de treinamento
Normalmente, o método de adestramento possui tres fases: introdução dos comandos, desenvolvimento e treinamento feito com o proprietário do animal. No adestramento básico, os cães aprendem a sentar, deitar, ficar sem sair do lugar, andar junto, além do comando `stay´ (ficar, utilizado também em provas de exposições), assim como é o comando cumprimentar, andar de rastro, em pé, etc. No adestramento avançado, o cão é treinado para guarda (ataque e defesa) o profissional acrescenta que, para fazer o treinamento, é preciso uma avaliação de 15 dias. `Passamos um questionário ao dono com o objetivo de saber como é o comportamento e o convívio do animal com a família, desde filhote. A partir desta análise será possível descobrir se o cão possui algum desvio e se está apto a aprender`. O método de adestramento envolve a combinação de fatos com voz. `Fala-se com o cão e mostra-se o se quer. Assim ele aprende por memorização`. Ao contrário do que muitos pensam, Sá afirma que todos os cães podem ser adestrados, até mesmo um pitbull. `Na maioria dos casos o cão é o reflexo do dono. Ele reage com agressividade ou com doçura conforme o tratamento recebido`. Além dos maus tratos, a genética interfere no comportamento agressivo do cão. `Um cruzamento mal feito pode causar a degeneração da raça. Por esta razão, antes de aquirir um cão, o futuro proprietário deve conhecer os pais para saber se são violentos. O temperamento dos genitores transfere-se aos filhotes. É bom saber, ainda, se a raça e o comportamento do animal se enquadram ao perfil desejado pelo comprador`.

De acordo com Luiz Cesar de Sá, a procura por treinamento de cães para guarda tem aumentado nos últimos anos. `As pessoas tem preferido cães à segurança humana, porque os cães não dormem em serviço, e não são passiveis de corrupção, avisam antes de atacar e são fiéis ao dono.

Matéria publicada na Tribuna de Minas do dia, terça-feira 01 de junho de 2004

Comments are closed.